× iCasei

Baixe o App do nosso casamento e busque: gustavoebianca

Baixar

Bianca e Gustavo

SEJAM BEM-VINDOS AO NOSSO SITE
Bianca e Gustavo

Sobre os Noivos

Ninguém melhor que nossos Pais para falar sobre a gente. Por isso essa parte deixamos com Eles.

A Bianca, por Marilda 
 

Filha, no dia que você nasceu você era tão pequeninha que parecia uma boneca linda com olhos de jabuticaba.
Ai seu padrinho disse: - ela é pequena mais vai brilhar como uma estrela!

Você cresceu, brilhou nos palcos da dança... Continuou crescendo e brilhando como pessoa, profissional e agora  brilha como uma Mulher linda que se transformou.

Sempre dedicada, persistente e decidida a fazer as coisas mais impossíveis e que sempre deram certo.

Nós sabemos como esse dia é importante para você, como você sonhou e planejou o dia do seu casamento. É muito bom saber que você está feliz e radiante e talvez um pouco ansiosa, né?

Mas, no dia do seu casamento eu quero que você esteja tranquila para desfrutar de todos os momentos de felicidade que vão marcar sua nova vida de comunhão com o Gustavo.

O amor é sagrado e a família é uma das coisas mais importantes da vida. Estamos muito felizes e orgulhosos de você.

Parabéns, filha linda. Eu, seu Pai e sua irmã desejamos toda a felicidade do mundo a vocês!
Te amamos de janeiro a janeiro, até o mundo acabar!

 

O Gustavo, por Isaac
 

É difícil falar sobre uma pessoa que você ama e admira. Fica sempre a sensação de que você esqueceu de enaltecer algo que seja importante para ela.

E quando essa pessoa é seu filho, a dificuldade é ainda maior...

Antes do nascimento de um filho, ficamos apreensivos e, acredito, uma das coisas que a maioria das pessoas espera, é que seu filho venha com saúde. 

Como todos sabem, o Gustavo sempre gostou de esportes. Começou com a natação já com seus quatro anos de idade e não parou mais, literalmente.

O futebol foi sua maior paixão. E a paixão foi tanta, que os estudos acabaram ficando em segundo plano. A sorte é que ele é um garoto muito inteligente, e, mesmo sem estudar e faltando muitas aulas para participar de jogos e torneios, sempre conseguiu passar de ano (raspando, é claro!), para desespero de sua mãe, que era a que mais se preocupava e participava das “convocações” para a retirada do boletim.

Mas o cara é tão especial e cativante, que as próprias professoras o defendiam, dizendo que ele era muito dedicado nas aulas: “Mãe, não se preocupe, não brigue com ele... Ele é um bom menino e vai passar de ano”.

O tempo também passou, e, juntos, acompanhamos a sua saga pelas quadras de futsal de Santa Catarina e outros Estados, até que, aos dezoito anos, depois de ter se profissionalizado e jogado por seis meses no Paraná, ele acabou desistindo da carreira de jogador e voltou para casa.

Confesso que esses seis meses foram muito difíceis para nós, mas sabíamos que ele precisava fazer essa travessia e tentar seguir a carreira de jogador profissional. Ele amadureceu bastante nesse período, e, quando voltou, já estava novamente determinado a seguir uma nova carreira. Sacudiu a poeira e se formou em contabilidade.

Hoje, tenho um filho, um amigo e um companheiro de trabalho competente e dedicado, mas jamais imaginei que ele um dia pudesse vir a trabalhar comigo. Tudo isso aconteceu muito naturalmente.

Mas o prazer em praticar esportes acabou também nos levando para outra direção, e, agora, juntos em vários momentos, compartilhamos de uma boa corrida.

Como um único esporte era muito pouco para ele, resolveu fazer triatlhon e se apaixonou novamente. Possui uma rotina de treinos que cansa só de olhar, e uma dedicação e determinação para alcançar seus objetivos que inspira qualquer pessoa que tenha contato com ele.

Agora o ciclo está se completando novamente, com o casamento e a constituição de uma linda família, com a mulher que ela ama e que é a sua parceira de todas as horas.

Espero ainda viver muitos anos para podermos compartilhar muitas coisas boas nessa vida, mas por ora, quero agradecer a você meu filho, por ser exatamente quem você é. Um cara especial, dedicado, determinado, amoroso e uma infinidade de outros adjetivos que eu não preciso enumerar aqui para que ninguém me chame de pai-babão, com razão, é claro!

Gustavo, eu e sua mãe te amamos e desejamos que você e Bianca, que amamos igualmente, pois ganhamos uma filha, sejam tão felizes quanto nós fomos e ainda somos em nossos 25 anos casamento.